Carregando...

  • Home
  • Notícias
  • Posicionamento da CIE sobre o uso de radiação Ultravioleta (UV) para lidar com o Risco de transmissão da Covid-19

Posicionamento da CIE sobre o uso de radiação Ultravioleta (UV) para lidar com o Risco de transmissão da Covid-19

Posicionamento da CIE sobre o uso de radiação Ultravioleta (UV) para lidar com o Risco de transmissão da Covid-19

A pandemia da doença do coronavírus (Covid-19) acelerou a busca de controles ambientais para conter ou mitigar a propagação do coronavírus da síndrome respiratório aguda grave 2 (SARS1-CoV-2) responsável pela doença. O SARS-CoV-2 é geralmente transmitido de pessoa a pessoa pelo contato com gotículas respiratórias grandes, diretamente ou por contato com superfícies contaminadas pelo vírus (também conhecido como vetores passivos) seguido de contato com olhos, nariz ou boca. É importante notar que há cada vez mais evidências de transmissão do vírus pelo ar, pois as gotículas respiratórias grandes secam e formam gotículas menores que podem permanecer no ar por várias horas. Dependendo da natureza da superfície e dos fatores ambientais, as superfícies (vetores passivos) podem permanecer infectantes por vários dias (van Doremalen, 2020).

 

[acesse o documento na íntegra]

voltar