Se você não conseguir visualizar esta mensagem, acesse este link.

 

Há a substituição direta, que aproveita o reator existente com conexão elétrica em ambas as extremidades, a substituição com lâmpadas LED tubulares e conexão elétrica em ambas as extremidades utilizando controladores de luz (drivers) externos ou internos e ainda a substituição com lâmpadas LED tubulares e conexão em uma extremidade utilizando controladores de luz (drivers) externos ou internos.

Como a existência desses vários sistemas tem causado problemas no mercado, a Abilux, através da sua Setorial de Lâmpadas, recomenda que se adote um único sistema com o objetivo de reduzir os problemas. O diretor técnico da Abilux, Isac Roizenblatt, que esteve à frente das discussões e estudos que indicaram a melhor opção, lembra que o Brasil, ao adotar esta medida, está seguindo o mesmo caminho trilhado por muitos países ao redor do mundo.

Roizenblatt destaca que há vantagens e desvantagens em todos os sistemas e ressalta quais são desvantagens. “O sistema de substituição direta pode ser inapropriado ou menos apropriado e antieconômico por utilizar equipamento auxiliar desenvolvido para outro tipo de lâmpada enquanto que o sistema com conexão elétrica nas duas extremidades mostra-se inapropriado por oferecer maior risco de choque elétrico e maior custo na luminária”, argumenta o diretor técnico da Abilux.

“Já o sistema com conexão elétrica em uma extremidade oferece como vantagens: menor risco de choque, facilidade na conexão elétrica, redução no custo, aproveitamento dos porta-lâmpadas existentes e, por último, possibilita futuro barateamento de um dos porta-lâmpadas”, esclarece Roizenblatt.

Levando-se em consideração os argumentos acima expostos as recomendações da Abilux são para que:

  • Haja uma convergência gradativa para as lâmpadas LED tubulares com conexão elétrica para apenas uma das extremidades por fabricantes, importadores e mercado.
  • Textos e esquemas de ligação devem ser claros e didáticos nos sites, documentações, embalagens ou mesmo nas lâmpadas.
  • Utilizar porta-lâmpadas de qualidade.
  • No caso de controladores de luz (drivers) externos deve se verificar sua compatibilidade com as lâmpadas.
  • No caso da utilização de reguladores de luz (dimmers) deve se verificar sua compatibilidade com os drivers.
  • As luminárias devem indicar o lado onde o porta-lâmpadas recebe energia.

O sistema ideal é também quando a lâmpada LED tubular é compatível com o sistema óptico da luminária.

“A Abilux buscará trabalhar a normalização da recomendação, bem como informar aos órgãos de governo visando uma padronização pelo país da conexão por apenas uma das extremidades nas lâmpadas LED tubulares”, conclui Roizenblatt.

Informações:
e-mail: abilux@abilux.com.br

 
 

As indústrias interessados em participar da edição 2016 do Prêmio Abilux Design de Luminárias têm até o dia 05 de maio de 2016 para fazer as inscrições. Podem concorrer luminárias residenciais, comerciais, industriais, públicas e esportivas/monumentais comercializadas no mercado entre fevereiro de 2014 e maio de 2016, desde que não tenham participado de edições anteriores do Prêmio e que possuam design original (desenvolvido e fabricado em território nacional) e que atendam às normas brasileiras e portarias do Inmetro. Todas as luminárias participantes devem estar providas com LEDs.

Prêmio Especial Conservação de Energia

Todos os produtos finalistas serão submetidos a julgamento por suas características técnicas de economia de energia dentro de sua aplicação e será escolhido um que receberá o Prêmio de Conservação de Energia.

Premiação:
Aos três primeiros colocados de cada categoria serão atribuídos troféu, certificado e selo, observando-se o seguinte critério: troféu, certificado e selo para o primeiro lugar e certificado e selo para os segundos e terceiros lugares. Ao vencedor do Prêmio Especial Conservação de Energia será atribuído troféu, certificado e selo.

As peças premiadas serão expostas em uma mostra de design que será montada no estande da Abilux, na 15ª Expolux - Feira Internacional da Indústria da Iluminação, que acontecerá 28 de junho a 02 de julho de 2016, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP).

Informações:
Fone (11) 3251.2744
e-mail: abilux@abilux.com.br.

Clique AQUI para: regulamento e ficha de inscrição.

Foi publicado no dia 23 de março de 2016, no Diário Oficial do Estado de São Paulo (SP), a Portaria CAT 41/2016, com os novos MVA’s para lâmpadas, que vigorarão para o período de 01/04/2016 a 31/12/2017.

As datas para a nova pesquisa estão assim definidas: até 31/03/2017, a comprovação da contratação da pesquisa de levantamento de preços; até 30/09/2017, a entrega do levantamento de preços.

 
 

Mais de 600 novos produtos deverão ser lançados e tecnologias, em seus mais avançados estágios, serão apresentadas durante a 15ª Expolux – Feira Internacional da Indústria da Iluminação. O evento será palco para realização de negócios, tendências em design, network e disseminação de conhecimento aos profissionais do setor, propiciando uma experiência única no mundo da iluminação contemporânea.

Para tornar ainda mais fácil a visitação e a interação entre expositores e visitantes, a Reed Exhibitions Alcantara Machado, a organizadora do evento, criou um novo desenho para a Expolux. No pavilhão Verde estarão os produtos voltados para as iluminações comercial, industrial, de emergência, cênica, pública, hospitalar, monumental, subaquática e publicitária além de lâmpadas, de equipamentos para automação e controle e componentes. Já o Vermelho, está reservado para as empresas que apresentarão produtos voltados para a decoração de interiores.

Serviço:

EXPOLUX 2016 – 15ª Feira Internacional da Indústria da Iluminação

Data: 28 de junho a 02 de julho de 2016
Horários: terça à sexta-feira das 10h às 19h | Sábado das 9h às 17h
Local: Expo Center Norte – Pavilhões Verde e Vermelho
Informações: www.expolux.com.br

 
 

Inmetro lança cartilha sobre uso de lâmpadas LED

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) lançou uma cartilha que explora em detalhes as lâmpadas LED. O guia ensina como tirar todo proveito da nova tecnologia, opção com maior durabilidade, qualidade de iluminação, consumo de energia até 85% menor do que as já existentes no mercado e descarte sustentável. De forma didática e de fácil entendimento, lista as principais dicas e informações para o consumidor.

Clique aqui para download da Cartilha.

CAU/BR lança Portal da Transparência para a arquitetura

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) lançou seu Portal da Transparência, em cumprimento à Lei n° 12.527/2011, conhecida como Lei de Acesso à Informação (LAI). Com mais de 50 telas, o portal reúne informações institucionais, resoluções, portarias, planos de ação, execução orçamentária e financeira detalhada, licitações, viagens, remunerações de empregados e dados atualizados sobre o número de profissionais e empresas com cadastro ativo no CAU/BR por unidade da federação, entre outros.

Além de acesso livre aos dados já publicados, os interessados poderão solicitar outras informações através do e-SIC (Serviço de Informações ao Cidadão). Recebido o pedido e estando a informação disponível, o acesso será imediato. Caso isso não seja possível, o SIC terá o prazo de até 20 dias corridos para responder e, caso necessário, e desde que justificado, mais de dias, como especifica a LAI.

Informações, no LINK: http://transparencia.caubr.gov.br/

 

Para garantir que nossos comunicados cheguem em sua caixa de entrada,
adicione o e-mail abilux@envio.abilux.com.br ao seu catálogo de endereços.

A ABILUX respeita a sua privacidade e é contra o spam na rede.
Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele sua inscrição aqui.