Ano 1 | nº 2 | 8 de julho de 2011

PADIL: ações para transformar a indústria da iluminação

Como havíamos antecipado na edição anterior, estamos trabalhando intensamente para viabilizar o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Iluminação (PADIL) que tem como objetivo reverter a tendência atual do Brasil se transformar apenas em um importador de produtos acabados de iluminação.

As ações propostas estimularão a retomada dos investimentos no setor, a geração de novos postos de trabalho, a ampliação e consolidação da capacidade exportadora das empresas, o desenvolvimento de novas tecnologias e produtos além da inserção das pequenas e médias empresas neste processo de maneira que, juntamente com as grandes corporações, transformem a indústria brasileira de iluminação e a coloquem em condições de ocupar uma posição sólida com atuação global.

Os estudos realizados indicam que para alcançarmos os resultados almejados necessitamos de uma nova política fiscal para o setor que reduza II, IPI, PIS e COFINS em matérias-primas, componentes, máquinas e produtos acabados, de linhas de financiamento para renovação do parque industrial, do direcionamento das compras governamentais para produtos etiquetados pelo Inmetro/Procel e do direcionamento dos recursos do RGR para novas e eficientes tecnologias.

Para ter direito aos benefícios que estão sendo pleiteados pelo Padil junto ao Governo as indústrias que aderirem ao Plano deverão investir 3% do seu faturamento anual em atividade de P&D no país, prioritariamente em tecnologias de LED e OLED, sendo que 1/3 desse montante deve ser realizado junto a instituições de ensino ou pesquisa brasileiras reconhecidas pelo MEC.

Carlos Eduardo Uchôa Fagundes
Presidente da Abilux
Associação Brasileira da Indústria de Iluminação

 


Euroluce: Tendências do Setor de Iluminação

Euroluce: Tendências do Setor de IluminaçãoA designer Débora Catelani, do SENAI 6.04 Franca/SP, preparou, com exclusividade para o Abilux Informa, uma análise do que foi apresentado na Euroluce 2011, feira que dita as tendências em design e tecnologia que nortearão o que a indústria da iluminação mundial produzirá nos próximos anos. “Tendências do Setor de iluminação” traz também imagens de luminárias que se destacaram na mostra. Clique em Leia + para ficar por dentro do que vem por aí.




Conheça a campanha de Bem com a Vida

De Bem com a VidaPara orientar e fortalecer as ações de promoção e saúde da indústria brasileira, o Sesi, em parceria com a Central de Serviços da Fiesp, elaborou material para a campanha “De Bem com a Vida” que está sendo disponibilizado gratuitamente aos sindicatos patronais e suas empresas associadas. Você, que é associado do Sindilux tem acesso ao kit que integra o material da campanha. Acesse www.sesi.org.br/vitrinevirtual para fazer sua solicitação.

Estudo do BNDES aponta que o Brasil investirá R$1,76 trilhão em máquinas e equipamentos até 2014

Até 2014 o Brasil deve consumir R$ 1,76 trilhão em máquinas e equipamentos. A informação consta do estudo “Bens de capital devem ampliar peso na taxa de investimento”, realizado pela área de pesquisa econômica do BNDES. Os autores do estudo, os economistas Fernando Puga e Gilberto Borça Júnior, estimam que até 2014 o total de investimentos na indústria brasileira e em infraestrutura chegarão a R$ 3,3 trilhões e que máquinas e equipamentos responderão por 52,6% desse total.

 

I Seminário de Iluminação Pública Eficiente

I Seminário de Iluminação Pública EficienteA Universidade Federal de Juiz de Fora (MG) e o Procel Reluz realizam dia 31 de agosto, em Juiz de Fora (MG) o I Seminário de Iluminação Pública Eficiente, que acontece paralelamente ao IV Congresso Brasileiro de Eficiência Energética (28 a 31/08/2011).

O encontro tem como objetivo estimular as discussões entre os diversos atores (academia, indústria, comércio, concessionárias de energia e órgãos públicos) que têm o papel de promover o desenvolvimento das cidades brasileiras, melhorar a qualidade de vida e bem estar da população, ampliar a segurança pública, reduzir os custos municipais e estimular a utilização de materiais cada vez mais eficientes no segmento de iluminação pública.

O diretor Técnico da Abilux, Isac Roizenblatt, está entre os palestrantes do dia.  Falará sobre Iluminação Pública de Estado Sólido - LEDs em IP, a partir das 14h40.

Prêmio Abilux
 
Curso Senai

Plugues e Tomadas

O Inmetro divulgou nota de esclarecimento para informar que desde 1º de julho de 2011, no Brasil, o comércio não poderá mais vender equipamentos com plugues fora do padrão e que:

  • O padrão de plugues e tomadas - elaborado com base em resolução do Conmetro, norma da ABNT (NBR 14136:2002) e regulamento do Inmetro - oferece maior segurança do que os modelos anteriormente presentes no mercado;
  • A padronização prevê o uso de plugues de dois ou três pinos acoplados aos eletroeletrônicos, a depender da classe de isolação do aparelho;
  • A definição do uso de dois ou três pinos compete ao fabricante, sendo que a maioria dos aparelhos eletroeletrônicos existentes no mercado opera com dois pinos.

Portaria 268 de 21 de junho de 2011 Inmetro

Conheça a íntegra da Portaria 268 que no seu Artigo 6° proíbe a fabricação, importação e comercialização de lâmpadas fluorescentes tubulares de 18W e 36W com tubo de diâmetro T8 marcadas com as potências de 20W e 40W, respectivamente e que também determina que as lâmpadas de 20W e 40W só deverão ser comercializadas no Brasil com tubo T10 ou T12.


Compartilhe este informativo:
 
Twitter Facebook Delicious Digg Blogger LinkedIn
 
Está autorizado o reenvio ou reprodução (parcial ou na íntegra) dos textos publicados desde que citada a fonte.
 

Conselho Editorial